PRIMEIRA SEMANA (E PÉSSIMA) NA FACULDADE

8:41 AM


Parece cedo mais para tomar qualquer decisão, especialmente se ela for importante demais. Eu fui treinada a vida toda do seguinte modo: escola, faculdade, trabalho e família. Não que o quesito família fosse o menos importante, para os meus pais ele se encontra no topo da pirâmide, porém a ideia de ter a única filha formando uma família antes dos estudos e da remuneração... Isso assusta eles.

Era quase como uma regra, depois da formatura você tem que ir para a faculdade, ela abre inúmeras portas e não discordo, faculdade é realmente algo importante e abre portas. Depende de quais portas você está falando.

Abre um leque de inseguranças, um leque de dúvidas e até agora, nada de positivo veio. Poxa Anita, mas é a sua primeira semana, não se julga um curso assim. Pode até ser, mas meu coração diz algo que eu não quero escutar. Que eu não quero aceitar. Anita não nasceu para fazer faculdade, Anita não nasceu para se prender em nada. 

Mas espera, se eu não nasci pra isto, nasci pra que então? Foi a pergunta que mais circulou pela minha cabeça em uma semana. O cérebro é louco né. Talvez Freud me explique isso e também explique porque eu me sinto esmagada, pequena e quase um nada, enquanto na verdade, eu deveria me sentir tudo.

Não é beleza, isso eu tenho (não de sobra mas tenho), é algo maior. Eu não consigo explicar. Tudo me sufoca, não é bom, não me faz bem. Será que eu estou preparada? Será que não sou nova demais? Pois é, eu não faço ideia de nada, muito menos vocês. Porém é hora de ouvir o desastre da minha primeira semana e o meu maior desabafo desde aquele texto sobre insegurança.



Esse vídeo não é um vídeo feliz e infelizmente, muito longo. Mas não teve como não cair no choro lembrando de todas as minhas inseguranças e pesadelos durante essa semana. Obrigada por assistirem e talvez, entenderem.


Anita.

You Might Also Like

0 comentários